Sunday, May 28, 2006

PCC, CDL, CRBC, TCC...

Partidos políticos?

Não. São organizações.

Organizações de quê?

Falando melhor, são facções criminosas que atuam em penitenciárias do estado de São Paulo e vêm fortalecendo e se intensificando ao longo dos anos. Dentro ou fora da cadeia, eles ditam as regras do jogo em que o governo é uma singela vítima.

O fator alarmante é que segundo informações da CPI dos presídios, até 2002 o PCC(comanda cerca de 60% dos 144 presídios de SP) tinha 1,5 mil membros, e hoje especula-se a possibilidade desse número ter superado a marca de 10 mil integrantes.

A facção além de comandar a execução de assaltos a bancos, tráfico de drogas.., ainda conta com a contribuição de seus membros que varia de R$50,00 a R$700,00 por mês para se armarem, manter o tráfico e realizar resgates de líderes do comando.

Não estamos falando de ameaças de um insignificante boliviano. Olhos abertos Brasil!!Estamos lidando talvez com um dos maiores inimigos que acabaria de vez com o sonho do milagre brasileiro.












------------------------------------------------------------------------------------------------
PCC
Estatuto do PCC

Saturday, May 27, 2006

Informar ou entreter?


Já que estamos em ano de eleições, acho interessante propor uma discussão em relação às propagadas políticas; estariam elas cumprindo com seu motivo de ser? Quais as contribuições e malefícios que elas estão gerando nas eleições?

Eu palpitaria que o horário eleitoral no Brasil é um excelente programa de comédia pastelão, hilário, comediantes de todos os tipos, talvez até me façam rir muito mais que programas propriamente do gênero.

E nessa brincadeira de mau gosto, a propaganda política deixa de cumprir sua função democrática de informar. O que observamos é que há uma deturpação no objetivo das propagandas eleitorais, que inicialmente deveria servir como instrumento de informação, na qual o eleitorado tomaria ciência das propostas, do trabalho, e da ideologia dos partidos e de seus respectivos candidatos. Mas o que acontece é uma divulgação publicitária e marketeira, na qual o caráter informativo se perde em meio a jingles animados e comerciais que tomam forma de “show”.

Os impactos causados por essa alteração de sentido na propaganda política refletem no processo democrático do país, pois a sonegação de informações necessárias para que o cidadão vote consciente descumpre com a proposta de democracia na qual o poder de decisão deve estar nas mãos do povo, o que acontece é a manipulação da decisão popular através das campanhas eleitorais de caráter persuasivo. Desta forma o eleitor que não procura formas alternativas para se informar, que não o horário eleitoral, vota, muitas vezes, sem conhecer as propostos de seu candidato, optando pelo candidato que conseguiu melhor convencê-lo com um eficiente plano de marketing.

Portanto, o que nos resto é nos informamos atraves de outros metodos. E continuar a "diversão" de assistir os "palhaços" do horario eleitoral.

Leituras pertinentes:
Propaganda politica

Som pertinete:
Toda froma de poder

CPI: Super-heróis roubam a cena

Diferente de Marcola, Silvinho “LandRover”, Suzana Von Richthofen e companhia (heróis virados pelo avesso), os X-men iniciaram essa semana um desfile pelos noticiários de todo o Brasil, estão literalmente roubando. Eu explico. Ao contrário dos vilões citados acima, a única coisa que os X-men roubam é a cena, e pelo que parece vai ser mais um sucesso de bilheteria. Enquanto Charles Xavier, em sua cadeira de rodas lidera um grupo de mutantes com a intenção de salvar o mundo, um bando, isso mesmo, um bando de ladrões tentam domina-lo ou destruí-lo.

Imaginem se esse confronto pudesse realmente acontecer, infelizmente teríamos um enorme desequilíbrio em relação à quantidade de heróis e vilões, e o que mais me assusta é que Magneto e Mística não fazem parte desta lista dos vilões mais cruéis. Encabeçam a lista dos vilões: Marcola, grande poder de magnetismo, atrai principalmente armas, Silvinho mais conhecido como o “LandRover”, José Dirceu, o distribuidor mestre, Maria Cristina de Souza Rachado, que em depoimento á CPI demonstra seu super poder de sentimentalismo choroso e ainda Suzana e seus capangas irmãos cravinho, eu poderia citar vários outros que são um risco constante mundial na atualidade, mais acho que já dá pra ter uma idéia do estrago.

Wolverine mostra suas garras, no mesmo instante em que Marcola escolhe suas armas e lidera o PCC (Primeiro Comando da Capital) . Bem próximo dali, o mesmo PCC faz tempestade em São Paulo, e a própria Tempestade fica de queixo caído, e a Suzana Von Richthofen (não sei porque esse nome sempre me remete ao nazi-facismo) ela tem mais sangue frio que o homem de gelo.Pra ser sincero, se houvesse um confronto realmente, como na ficção, os X-men fariam com certeza uma escala no Brasil.

No entanto, o filme X-men 3 – O confronto final, aborda em seu enredo a cura para os mutantes, o que seria bom para o mundo, por que acabaria com todas as diferenças que são relatadas na ficção. Ao vermos o filme talvez possamos sentir um sentimento de esperança de que se reflita no nosso mundo o que acontece no filme, uma ilusão na verdade, mais de qualquer forma um ideal aventureiro, de pensar que é possível desafiar e bater de frente com os vilões do mundo e porque não do Brasil.

Friday, May 26, 2006

Finalmente BH ganha um poco de agito.

Vai ser lançada em Belo Horizonte, uma campanha para valorizar a imagem da capital como centro de cultura, lazer, negócios e turismo. A campanha "Eu Amo BH Radicalmente" quer despertar a auto-estima das pessoas de Belo Horizonte e atrair cada vez mais turistas, deixando a cidade conhecida como a capital da gastronomia, do turismo de negócios e dos esportes radicais. O projeto tem até o apoio da Globo, que vai veicular mensagens de moradores famosos e alguns radicais. Um dos primeiros eventos da campanha vai se chamar BH 360º, reunindo, em um só espaço da capital, atletas de esportes radicais e de aventura. A festa deve acontecer ainda neste semestre. Finalmente a prefeitura de BH, e o governo de Minas tomam algumas atitudes e fazem campanhas desse tipo para nossa cidade, que ultimamente não tem tido muita importancia no cenário nacional e nem mesmo entre os proprios moradores, que se queixam da ''falta do que fazer''. Iniciativas como esta ajudam a elevar a moral e contribuem para o crescimento da cidade.

Monday, May 22, 2006

JOGANDO A CULPA PRA LÁ

Não sei muito quanto esse costume que as pessoas têm de tirar o corpo fora, para fugir da “culpa” de ter errado, ao invés de assumir o erro e aprender com ele. Não sei se é apenas no Brasil ou se é costume mundial, mas de fato, no nosso país ele é muito expressivo e praticado, por quase todo mundo, salvo raras exceções.

Provavelmente, no Brasil se faz mais o uso de tirar o corpo fora, porque brasileiro tem a tendência de achar um culpado para tudo. Enquanto não há um culpado, não há sossego. E não há acidente que tire a culpa de ninguém. Se um cara tropeça na rua, a culpa é do cara que não olha por onde anda ou do pedreiro que fez a calçada desnivelada ou... Nada pode ser simplesmente um acidente.

A prática desse péssimo hábito (de tirar o corpo fora) pode ser claramente notada ultimamente. É só prestar atenção nas reações aos ataques do PCC em São Paulo, nosso 11 de setembro segundo Marcelo Tas.

Os cidadãos, a polícia, Lula e o governo paulista culpa a péssima condição que esses presos têm para serem cidadão de bem, como falta de oportunidades.

Os cidadãos culpam a polícia, que podia ter agido antes.

As ongs protetoras dos direitos humanos culpam a polícia pela matança de supostos inocentes e pela não-identificação dos corpos.

Os presos culpam a mudança de lugar que o Governo do Estado de São Paulo queria efetuar.

O Governo de São Paulo culpa as operadoras, que desenvolvem aparato mais tecnológico, que acaba perfurando o bloqueio de celulares.

Lula culpa a política governamental dos anos 80, que piorou as condições de vida dos pobres e que a represália só veio agora.

E por aí vai, sem que ninguém seja punido, sem que ninguém tome partido, sem que ninguém faça nada, a não ser passar a bola, ou melhor, a batata quente pra frente.

Porquê ao invés de culpar uns aos outros, as autoridades não se juntam para providências permanentes que solucionarão o problema num prazo, mesmo que loooongo?

Vai saber. A culpa é do pai e da mãe deles, que não ensinaram a dar a mãozinha depois de um conflito, fazer as pazes e aprender com os erros. Pois nem falar que esses ataques serviram ao menos como lição a gente pode.

---

E pra encerrar, poesia, ou melhor paródia:

Quadrilha

O povo culpava a polícia que culpava o Lula
Que culpava o governo que culpava as operadoras
Que não culpavam ninguém.

As operadoras bloquearam celulares, o governo fez acordos com presos,
Lula disse palavras pouco profundas, a polícia escondeu corpos inocentes,
E o povo se fudeu, como acontece em toda história.

---

P.s: Ao menos alguém que não o povo se fudeu dessa vez. Agora sim, vale a pena rir de novo:
---
CLIQUE ABAIXO PARA MAIS:

Sunday, May 21, 2006

TV pirata

Clique. René Higuita na sua arrojada "defesa escorpião" em partida da seleção colombiana contra a Inglaterra. Clique. Silvio Santos candidato a presidente da República em 1989. Clique. Os Paralamas do Sucesso cantam música do primeiro disco no programa do Bozo. Clique. Garrincha marca um golaço na Copa de 1962.
Registros históricos da televisão brasileira, que antes estavam guardados em prateleiras de telespectadores ou circulavam de forma desorganizada por sites, e-mails e blogs, estão agora reunidos no YouTube (www.youtube.com), a nova mania da Internet, com 12,5 milhões de usuários (o maior crescimento no último semestre), e em seu concorrente, o Google Vídeo (www.video.google.com), com 7,3 milhões.
Os sites, originalmente criados para abrigar vídeos pessoais, viraram febre com registros trash, de bailes de debutantes a clipes de bandas de garagem. Mas a porta foi aberta também a cenas lendárias, e algumas um tanto toscas, embora, engraçadas da TV do mundo todo, que podem ser assistidas de graça em vídeos postados pelos próprios internautas.
Aí que se encontra o grande problema. A nova febre de colocar na rede alguns vídeos pode ser considerada crime pela obsoleta lei brasileira. Segundo o advogado Marcos Bitelli, especialista em direito autoral, o conteúdo da TV e do cinema é protegido pelo direito de autor. A postagem pode caracterizar crime, com pena de três meses a quatro anos de detenção e multa.
Tanto o internauta quanto o site podem ser responsabilizados. Por isso, os sites fazem alertas sobre direitos autorais, mas não controlam a postagem.
Acho importante que os internautas saibam praticar nesse espaço usando do bom senso, para que o site seja mantido como uma rede de informação e pesquisa com um material que antes era restrito à casa das pessoas.
------------------------------------------------------------------------------------------------

Saturday, May 20, 2006

Horário Nobre x Horário Pobre = Globo mais rica

Depois da boa repercussão nacional do filme “Cidade de Deus”, ficção criada por Fernando Meirelles, MV Bill e Celso Athayde pegaram carona na idéia, documentaram a realidade vivida na maioria das periferias de todo Brasil, o que não é nenhuma novidade, mais virou modinha, pois, Regina Casé fez o mesmo, colocou no ar o programa “Minha Periferia”, que entrevista em dados momentos algumas pessoas e artistas que moram nas favelas.


Nas livrarias já ecoavam os tristes relatos resumidos em 251 páginas do livro Falcão – Meninos do Tráfico produzido pelo rapper escritor (e cineasta, segundo reportagem da revista época) MV Bill e o produtor Celso Athayde, o livro encadeou uma série de reportagens veiculadas pela rede Globo, que abordavam diversas vezes o mesmo assunto. Mais calma lá, qual será a intenção da Rede Globo? Colaborou com o filme de Fernando Meirelles, patrocinou com o livro Falcão – Meninos do Tráfico, e ainda reservou 58 minutos preciosos do Fantástico (programa de variedades da emissora), para apresentar o documentário (Falcão – Meninos do Tráfico), que inspirou o livro. Parece-me uma preocupação com o destino daquelas crianças, que por sinal são excluídas pela sociedade, mais nem um pouco indefesas.

Mais é bom não nos precipitarmos, pois uma grande parte da população brasileira, carente, que não tem acesso à educação, cultura, saúde precisa de um representante, uma voz, e nada melhor que a emissora mais influente do país. Conquistando esta maioria talvez a audiência aumentaria, a vendagem dos livros também e a influência que já existe em meio aos espectadores mais desinformados, aí podemos lembrar das eleições de 1989, na ocasião o nosso atual presidente foi prejudicado pela emissora que editou partes importantes do debate entre os candidatos. Na verdade não podemos acusar ninguém, no entanto não é proibido tirar nossas próprias conclusões.

É bom frisar que o documentário trouxe uma realidade da sociedade brasileira á tona, e mais, trouxe um rapper negro e “favelado” para o horário nobre (que já não é mais tão nobre assim), o que é uma ironia, pois se nos deportarmos até o ano de 2000 teremos um MV Bill censurado e indiciado por apologia ao crime por produzir o vídeo clipe da música “Soldado do Morro”, nele o rapper mostra esta mesma realidade que vemos hoje.

O documentário teve início em 1998 e foi concluído em 2003, e estes 5 anos de pesquisa não foram totalmente divulgados, ainda em 2006 será exibido um longa metragem com o nome de “O Sobrevivente”, provavelmente descrevendo a história do único “falcão” que não morreu. A Globo deve ajudar na continuidade deste projeto, com o longa metragem em cartaz a emissora vai ganhar uma bela fatia do “bolo”, convenhamos foi um grande negócio.

Friday, May 19, 2006

Futebol brasileiro tem muito o que ensinar a Formula 1

Ficou tão claro que o prefeito carioca César Maia não falava sério ao divulgar a intenção de trazer para o Rio o GP de F-1 que a Bélgica perdeu o direito de fazer este ano, que a repercussão foi exatamente a merecida. A mídia mostrou o quanto a idéia é absurda. Só faltou citar o exemplo claro da falta de informação contida no anúncio da Prefeitura do Rio. Exatamente neste momento a Formula One Management, empresa que organiza o Mundial, está querendo acabar com duas corridas tradicionais – o GP de San Marino e o GP da Europa – apenas porque elas acontecem em países que já têm o seu GP. E olha que nós estamos falando de Itália (Imola) e Alemanha (Nurburgring). Um é a pátria da Ferrari. O outro é a de um sujeito que é sete vezes campeão mundial. O que César Maia tem a oferecer com mais importância do que isso para o automobilismo mundial? Já o futebol brasileiro, não passa pelo mesmo tipo de situação, pois com toda nossa qualidade na modalidade, não tem quem diga não para qualquer exigencia do Brasil. O automobilismo brasileiro com tanta tradição na Formula 1, e com tantos pilotos que fizeram história, deveria aprender com nosso futebol a ter uma maior participação nas decisões da categoria.

Monday, May 15, 2006

NÃO QUERO MAIS ME PREOCUPAR !!!


E Evo que passa o Lula para trás com essa história de nacionalismo. E PCC que passa São Paulo para trás em ataques covardes. E Silvinho "LandRover" Pereira que passa toda uma horda de políticos afoitos para trás com esse papo de não me lembro. Todos são fatos graves, que, em ano de eleição teriam um peso tremendo. Que na hora de votar fariam alguma diferença.

Sim... teriam e fariam, pois não é isso que vai acontecer. É ano de copa do mundo. É a única vez em dois anos (pois há também as menos expressivas olimpíadas) que nós, brasileiros, nos juntamos por uma causa “nobre”: torcer (e não votar, pois o voto é obrigatório). E pra piorar o Brasil é favorito.

Nada contra torcer pelo país na copa, mas toda essa euforia vai acabar ocupando espaço de notícias mais importantes que deveriam ter destaque na imprensa. E notícias que poderiam fazer a diferença na hora do voto, serão abafadas por Ronaldinho Gaúcho e seus dribles mágicos. E acabaremos elegendo mais uma corja de merdas para defender o Brasil, não por um mês, como a copa do mundo, mas por mais longos quatro anos...

Torcer pelo Brasil na copa é um ato voluntário, que exprime um sentimento de que o Brasil pode vencer. Votar no Brasil é obrigatório, no qual os brasileiros se arrastam até as urnas e votam no que tiver mesmo, pois acham que o caos do jeito que está aí não muda. Mas mudou com Diretas Já e pode mudar, só depende a vontade de cada um, que se torna a vontade da massa.

Votar devia ser como torcer... mas como igualar o gênio da bola que é Ronaldinho, o jogador máximo do mundo, com o molusco acefálico que é Lula, o político máximo do Brasil?



Lula, com seu aspecto molóide em contraste com Ronaldinho, que dispensa apresentções


Vamos torcer pela copa, mas mais ainda, deveríamos torcer pelo Brasil. E expressar nosso patriotismo também nas urnas.

------------------------

CLIQUE ABAIXO PARA MAIS:

Mais sobre Silvinho Pereira

Mais sobre o PCC

Mais sobre crise Brasil-Bolívia

"Terrorismo" em SP (e também na seleção)


Não sei o que me espantou mais nesta segunda feira, pós dias das mães. A ausência do Alex na convocação para a copa ou as noticias do clima "Iraquiano" do final de semana em SP.Pois bem, apesar de fã de futebol admito que o mais preocupante, com certeza, é a guerra em que não só SP, mas o Brasil vive. (Até pq na seleção os "Ronaldinhos" garantem.)

Desta forma, começo a refletir a respeito do verdadeiro caos:"São Paulo sofre mais de 180 ataques criminosos; nº de mortos passa de 80. Criminosos incendiaram dezenas de ônibus na Grande São Paulo, prejudicando cerca de 3 milhões de pessoas. Também atacaram agencias bancarias com bombas e tiros. O número de mortos nas ações desde sexta-feira passa de 80. Há rebeliões em prisões por todo o Estado. Com medo, pais impediram seus filhos de ir às aulas. Comerciantes fecharam as portas."
Menores ateiam fogo em colchões durante rebelião na Febem

Esta é a "chapante" manchete da Folha on-line de hoje, sobre a qual interrogo: Seria isso uma Revolução? Até poderia, pois, é o manifesto daqueles que o sistema excluiu, aqueles que não receberam educação, saúde, comida, dignas condições de vida, lazer... tudo isso foi sonegada a eles que viam "do outro lado" da cidade a fartura, o luxo, o excesso...Claro que não sou a favor dessa guerrilha, nem dos criminosos, nem do PCC, nem de nada, mas sei do que sou contra, esse sistema social, político, econômico, e o “escambal” que é gerador de desigualdade = falta de educação para o povo = crime = mais presídios, menos escola = "SP pra lá de Bagdá."

Portanto creio que é hora de começarmos a pensar em mudanças "revolucionárias" (mais igualdade social!), por que se deixarmos para os criminosos, já estamos vendo que a Revolução deles é "Iraquiana" ao extremo.
! Ah, a propósito o Alex fora da copa é uma atitude "Terrorista"...Pé de uva bin-laden !

Leituras pertinetes:
Ataques em SP
Convocação da seleção
Desigualdade social

Imagens Pertinentes:
galeria folha
Mapa dos Ataques

Som Pertinente:
Titãs - Desordem

Friday, May 12, 2006

VAMOS ENGANAR O PRESIDENTE

Enganar o presidente era moda, agora já deixou de sê-lo. A moda é algo inusitado, ousado, alcançado por poucos e bons. Já enganar o presidente... tantos já fizeram, de maneira tão óbvia que muitos acha realmente que Lula finge que não sabe de nada. Eu realmente acredito que ele não saiba de nada, principalmente sobre governar. Lula não sabe nem mesmo escolher suas amizades.


O ex-torneiro mecânico, frente à corrupção praticada por seus compadres e acusado pela oposição se disse traído. Delúbio, José Dirceu, Duda Mendonça são apenas exemplos para relembrar a longa e exaustiva CPI do mensalão, que não deu em nada até agora.

Além disso, Lula confiou nas “doces” palavras de ex-índio de Evo Morales, de que as ações da Bolívia não prejudicariam o Brasil. Deu no que deu. Petrobrás expulsa da Bolívia, Hugo Chavez e Evo Morales rindo a toa e Lula com cara de bundão, pra variar, acreditando que o preço do gás no Brasil não vai subir. O blog Leite de Pato disse ainda que Evo Morales, o maioral da América Latina, quer expulsar os imigrantes brasileiros da Bolívia.

Lula e sua famosa cara de bunda, para Hugo Chavez

Até quando o Excelentíssimo Presidente vai aturar com cara de bunda os atrevimentos do pequeno rebelde boliviano? Será que ele acha que a Petrobrás conseguirá manter o preço do gás estável, sendo prejuízo pra estatal comprar gás natural caro pra vender barato? E mesmo que isso aconteça, a Petrobrás acabará compensando o preço do gás na gasolina... triste inocência.

Pior para nós, consumidores e brasileiros, ao invés de ações consistentes, que enfatizariam a liderança brasileira sul-americana, temos que ver diariamente denúncias de crises, e de atos prejudiciais a toda uma nação, contrastando com a notícia de que o Lula esteve tomando chá com a rainha, com cara de eu sou o máximo, mas não sei de nada. Só faltou a rainha tomar um gole daquela que passarinho não bebe, preferida de lula.

O Lula está merecendo cada pé na bunda mencionado por Marcelo Tas, mas ainda mais que isso, cada pé na cara de bunda.

Só espero que os brasileiros não cometam o erro e a inocência de votar naquele que enganou a toda uma nação, mesmo não sabendo de nada. É prefirível até mesmo o magérrimo Garotinho.

------------------------

CLIQUE ABAIXO PARA MAIS

Mais sobre Lula

Mais sobre Evo Morales

Mais sobre Petrobrás